Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Em 2018, 1.234 alunos de seis escolas públicas de Vila Velha receberam orientações sobre como preservar o meio ambiente, e separar corretamente os resíduos sólidos em úmido e seco. Ao todo, dezoito grupos, com escolaridades entre 1º e 9º ano, participaram de palestras, dinâmicas de grupo e atividades lúdicas ao longo deste ano.

As ações fazem parte do Projeto Sustentabilidade e Economia Criativa no processo da Coleta Seletiva e Reciclagem, realizado pela Prefeitura Municipal de Vila Velha (PMVV) e CODESA. Todas as escolas participantes estão localizadas no entorno do porto, reforçando assim o compromisso da companhia em promover ações de educação ambiental com as comunidades vizinhas.

Neste ano, foi desenvolvida a temática Coleta Seletiva e Consumo Sustentável, alertando alunos e professores sobre como adotar boas práticas diárias sustentáveis; destinar adequadamente os resíduos produzidos em casa; e ações para contribuir com a menor geração de lixo no planeta.

Balanço

Segundo a gerente do setor de Educação Ambiental da Secretaria de Educação da PMVV (Semed), Giselle Soncin, ao longo do ano o projeto foi aplicado de forma satisfatória. Afirma acreditar que os objetivos propostos foram alcançados com responsabilidade e participação de todos os envolvidos.

Soncin destaca, ainda, que a temática do projeto em espaços de educação formal é fundamental e necessária. Acrescenta que possui expectativas quanto à multiplicação do conhecimento adquirido pelos estudantes. "A nossa esperança de sucesso e de bons resultados particular é grande, uma vez que o interesse dos alunos aumenta em cada descoberta e aprendizado franqueado pelo projeto", destaca.

Para a coordenadora da escola, Antônia Malbar, Clemilda Rodrigues do Amaral, que acompanhou as atividades, a iniciativa em trabalhar temáticas ambientais foi oportuna. "Achei maravilhoso. A gente realmente está precisando conscientizar melhor as nossas crianças, porque vivemos num país cheio de problemas", pontua.

Participaram do projeto as escolas Saturnino Rangel Mauro, em Vila Batista; Ulisses Guimarães, em Ataíde; Leonel de Moura Brizola, em Santa Rita; Marcionília Maurício Bueno e Antônia Malbar, ambas em Ilha das Flores; e Ana Bernardes Rocha, em Argolas.

Durante os encontros, que aconteceram nos turnos da manhã nos espaços das escolas, as atividades foram desenvolvidas pela Educadora Ambiental e Bióloga, Priscila Merçon, com a mediação e suporte da Equipe Regular de Comunicação Social e Educação Ambiental da Licença Ambiental de Regularização – LAR nº 06/2014 do Porto de Vitória, e de técnicos e especialistas da PMVV.

Texto: Rayanne Matiazzi

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória